São Paulo: (11) 3787-1960

Litoral: (13) 3228-2429

Espanhol
Inglês
Brasil
laudos on-line

Notícias

27/11 - Dia Nacional de Combate ao Câncer

25/11/2016 - Departamento de Marketing
Imagem

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo. As células saudáveis se multiplicam quando necessário e morrem quando o organismo não precisa mais delas. O câncer parece surgir quando o aumento de células do corpo está fora de controle, e elas se dividem muito rápido.

Dividindo-se rapidamente, essas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores (acúmulo de células cancerosas) ou neoplasias malignas. Por outro lado, um tumor benigno significa simplesmente uma massa localizada de células que se multiplicam vagarosamente e se assemelham ao seu tecido original, raramente constituindo um risco de vida.

Existem diversos tipos de câncer. O câncer pode se desenvolver em qualquer órgão ou tecido, como, por exemplo, os olhos. O câncer dos olhos é chamado de Retinoblastoma, que atinge as células da retina.

Em 10% dos casos é transmitido por hereditariedade. Os outros 90% têm causas desconhecidas. Ele pode se manifestar desde o nascimento ou surgir durante os 3 primeiros anos de vida. Pode ocorrer em adultos, embora não seja tão frequente. Atinge os dois olhos ou apenas um deles. Os sinais de retinoblastoma são: presença de um brilho branco e perda do reflexo vermelho na pupila. Também poder ser caracterizado por um estrabismo precoce.

O diagnóstico é feito pelo exame do fundo do olho, em geral complementado pela ultrassonografia ocular e pela tomografia por computador, do olho, órbita e sistema nervoso central. O retinoblastoma pode evoluir, invadir o nervo óptico e alcançar o cérebro, podendo ainda atingir outros órgãos e ser fatal. O tratamento depende do seu estágio de evolução, resultados melhores são obtidos nos estágios iniciais da doença.

Um dos tratamentos é a Braquiterapia, que consiste em aplicações de de placas de rutênio (semente de rutênio radiativo), na parede do globo ocular junto ao tumor, evitando expor as regiões normais do olho a radiação, preservando a função visual, se possível e também a estética local.

Saiba mais em: https://goo.gl/FZqfvs

Responsável técnico: Dr. Jorge Mitre | CRM: 28420
Desenvolvido por Olivi Publicidade