Dores de cabeça frequentes: o que causa a cefaleia constante

A dor de cabeça é um sintoma que atinge muitas pessoas e, por isso, é comum ter por perto um remédio analgésico para solucionar o incômodo. Essa prática de automedicação, porém, não é saudável e acaba levando à negligência do tratamento adequado das dores.

Dores de cabeça frequentes estão entre as campeãs de reclamações nos prontos-socorros. Para solucioná-las, no entanto, o importante é não apenas ingerir comprimidos e sim consultar um médico para descobrir a origem da cefaleia constante.

Pensando em ajudá-lo a entender quando e por que buscar ajuda especializada, preparamos uma lista com 4 possíveis causas das dores de cabeça frequentes. Assim, você poderá avaliar as condições que fazem a sua dor surgir e procurar o médico certo. Veja:

1. Esforço excessivo dos olhos

A dificuldade para enxergar com acuidade costuma surgir gradativamente. Por esse motivo, muitas pessoas demoram para perceber que não estão enxergando com nitidez. Um dos principais sintomas que levam os pacientes aos consultórios médicos são as dores de cabeça frequentes provocadas pelo esforço excessivo dos olhos.

O que acontece nesses casos é que os olhos e o cérebro trabalham duro para compensar a baixa nitidez e a consequência disso são as famosas dores de cabeça. Na maioria das vezes, usar óculos com o grau correto resolve essa situação.

2. Má postura no trabalho

Manter a postura correta durante o tempo de trabalho é importante não apenas para evitar problemas no pescoço, como também nos músculos do pescoço.  Se o seu corpo não estiver alinhado, os músculos começam a fazer mais esforço que o necessário para sustentar a cabeça na posição correta.

Essa situação gera dores de cabeça frequentes e deve ser tratada com fisioterapia, fortalecimento dos músculos e, principalmente, a adequação da estação de trabalho. Para corrigir sua postura enquanto trabalha, posicione o monitor do computador na altura dos olhos, certifique-se de que os ombros estejam para trás, apoie os cotovelos na mesa, deixe coluna reta e os pés apoiados paralelamente no chão.

3. Estresse ou ansiedade

Momentos de estresse ou ansiedade também são uma causa de cefaleia constante. Isso acontece porque quem passa por experiências que abalam seu estado emocional e psíquico, acaba desenvolvendo dificuldades para dormir, falta de concentração e cansaço mental.

Esses fatores resultam em cefaleia tensional. Além disso, situações de tensão favorecem o quadro de bruxismo, que é o ato involuntário de apertar ou raspar os dentes durante a noite, e que leva às dores de cabeça.

4. Problemas de visão

As enxaquecas podem ser motivadas por condições  genéticas, maus hábitos alimentares ou ciclo menstrual. No entanto, caso esse sintoma se manifeste acompanhado de tontura, é possível que indique problemas oftalmológicos, como doenças refrativas — miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia — e insuficiências de convergência, estrabismos e até glaucoma.

No Hospital de Olhos você encontra todo o suporte que precisa para tratar problemas de visão que geram desconfortos. Faça seu agendamento clicando aqui!

Hospital de Olhos
MENU