mulher com dor de cabeça na frente do computador

Entenda sobre o astigmatismo e quais os tratamentos possíveis

Você provavelmente deve conhecer alguém que tem astigmatismo, certo? Ou, até mesmo, quem tem esse diagnóstico é você! Mas, assim como muitas outras pessoas, já deve ter passado pela sua cabeça o que exatamente é o astigmatismo.

Trata-se de uma imperfeição na visão em que a pessoa possui dificuldades para enxergar. Isso pois a visão fica gradativamente mais borrada ou distorcida, de acordo com o avanço da doença.

Exemplificando, a córnea, ou a lente que envolve a mesma, ideal é aquela que tem sua superfície simétrica, como a de uma bola de basquete. Quem sofre de astigmatismo, porém, tem a curvatura da córnea, ou da lente assimétrica, causando assim uma visão distorcida ou borrada.

Quem tem astigmatismo pode ter nascido com a imperfeição, ou desenvolvido com o passar dos anos, depois uma lesão, de alguma doença, ou cirurgia nos olhos.

É bom reforçar que o problema não é causado nem mesmo agravado se a pessoa lê em ambientes de pouca luz, se senta muito perto da televisão, ou se tem estrabismo. Mas algo que pode causar a imperfeição é coçar continuamente o olho, o que é uma pratica muito comum em ambientes com clima muito seco e presença de poeira no ar.

O mais recomendado para descobrir se você tem ou não essa doença é sempre uma consulta com o especialista para que seja feito o exame de vista na hora.

 

Tratamentos

Para tratar essa imperfeição, na maioria dos casos, os oftalmologistas indicam o uso de lentes de contatos e/ou óculos.

Quando o paciente é indicado a utilizar os óculos como tratamento, as lentes do mesmo atuam principalmente na correção da direção da luz, antes de chegar na retina. Os óculos são uma ótima solução também para casos de astigmatismo composto, que se unem com miopia ou hipermetropia.

As lentes de contato, da mesma forma que os óculos, conseguem corrigir a maioria dos casos de astigmatismo. Para graus mais baixos, é possível o uso das lentes gelatinosas, ou, é possível realizar o uso de lentes mais rígidas para todos os graus.

Há ainda como realizar o tratamento de ortoceratologia, que é quando o paciente usa lentes de contato rígidas por horas e até dias seguidos (ou durante o sono) com o intuito de moldar corretamente a curvatura da córnea.

Não há, porém, melhora permanente nesses casos, já que, caso o paciente interrompa o uso de forma definitiva, a curvatura da forma voltará ao que era antes.

Por último, a única forma definitiva de tratamento para esse problema é a cirurgia refrativa. Nela, o oftalmologista usa um feixe de laser e remodela a curvatura da córnea.

Após a cirurgia, que é considerada simples, o erro de refração é corrigido em apenas 20 minutos, com anestesia local e, em aproximadamente 24 horas a pessoa já volta a enxergar normalmente. Porém, essa alternativa é indicada apenas para pacientes com mais de 18 anos e que estejam com o grau estável por, pelo menos, 12 meses.

Hospital de Olhos
MENU