Entenda as diferenças entre lentes convergentes e divergentes

As lentes estão presentes em diversos objetos espalhados pela nossa vida. Podendo ser aplicadas para diferentes necessidades, é possível encontra-las em lugares mais comuns, como em nossos óculos, lentes de contato e lupas, ou também em objetos mais específicos, como nas câmeras fotográficas ou em telescópios.

Independentemente de onde são encontradas, porém, elas têm uma função básica: refratar a luz. E, ao contrário do que muitos podem imaginar, elas podem ser produzidas com vidro ou com plástico, sendo ambas transparentes e tendo suas superfícies esféricas.

Mas você sabia que existe diferença entre elas, principalmente quando são utilizadas para tratamentos oftalmológicos, como em óculos e lentes de contato? Entenda quais são elas e saiba para que são utilizadas a seguir.

Qual a diferença entre as lentes?

Por terem formas diferentes, as lentes são divididas entre convergentes e divergentes. As lentes convergentes têm seu centro mais espesso do que suas bordas. Já as lentes divergentes, ao terem os raios de luz incidindo paralelamente ao seu eixo principal, sofrem o que é chamado de dupla refração e acabam se espalhando.

As lentes convergentes

Conhecidas por terem a parte do centro mais espessa que as bordas, as lentes convergentes têm três subdivisões. São elas: as lentes biconvexas, as lentas plano-convexas e as lentes côncavo-convexas.

Em todos os três tipos de lentes convergentes, os raios de luz adentram paralelamente ao eixo principal da lente e, depois de sofrerem refração, concentram-se em um ponto focal.  Esse foco é classificado como foco real, pois é proveniente de um encontro de raios de luz que foram refratados.

As lentes divergentes

Já as lentes divergentes têm o centro mais fino do que suas bordas, porém, também contam com três subdivisões, que são: as lentes biconvexas, as lentes plano-côncavas e as lentes convexo-côncavas.

Nas lentes divergentes, os raios de luz atingem a superfície de uma forma diferente. Incidindo os raios paralelamente ao eixo principal, esse tipo de lente sofre o que é chamado de dupla refração o que faz com que elas se espalhem. Dessa forma, seu foco é classificado como foco virtual, por ser formado a partir do encontro da projeção dos raios de luz e não deles propriamente ditos.

Para qual problema de vista cada uma serve?

Por terem diferenças marcantes, as lentes convergentes e divergentes são utilizadas também para tipos de tratamento diferentes.

As lentes convergentes são normalmente utilizadas para o tratamento da Hipermetropia, já que esse problema de vista é caracterizado pela dificuldade em enxergar objetos que estão próximos a pessoa, tornando-os bastante embaçados.

Já as lentes divergentes têm seu uso na correção da Miopia, que é exatamente o oposto do problema descrito anteriormente, quando a pessoa tem dificuldade em enxergar de longe e vê os objetos de maneira embaçada.

 

Hospital de Olhos
MENU