Hospital de Olhos Quando é necessário realizar a cirurgia de miopia

Quando é necessário realizar a cirurgia de miopia?

cirurgia de miopia

Se você tem miopia e sofre com essa condição que não te permite enxergar objetos de longe, já deve ter pensando em se submeter à cirurgia refrativa a laser para a correção.

Amplamente divulgada e com resultados bastante expressivos, ela é o que se tem de mais moderno. Entenda um pouco mais sobre a cirurgia de miopia e quando é aconselhável fazê-la.

Entenda a miopia

A miopia ocorre quando os raios de luz formam o foco antes da retina. Isso pode indicar que um dos olhos é mais comprido ou porque as lentes do olho (córnea e cristalino) tem alto poder refrativo. Como consequência, existe a dificuldade de enxergar de longe. Para corrigir sem cirurgia, é preciso o uso de lentes corretivas de modo constante.

O paciente, então, se torna dependente dos óculos para a maioria das tarefas. Do diagnóstico até a indicação da cirurgia de miopia, o paciente tem um longo caminho a ser traçado.

Cirurgia de miopia: o que é preciso

Para ser submetido à cirurgia de miopia, o paciente deve, obrigatoriamente, ter atingido a maioridade e seu grau deve estar estável. Isso significa que o grau não pode sofrer alterações nem para mais nem para menos no período de um ano. Esse cuidado é para que o paciente não corra o risco de ter que se submeter novamente a outra cirurgia de miopia em um curto espaço de tempo.

Vale ressaltar, no entanto, que quem deve definir a necessidade ou não da cirurgia é o médico oftalmologista que faz o acompanhamento do paciente. O profissional saberá dizer isso com base nos diversos exames a serem executados pelo paciente. Por meio dos resultados, o oftalmologista consegue traçar um prognóstico, a necessidade da cirurgia de miopia e estimar também como o paciente irá seguir o processo pré-operatório.

É bom lembrar também que pessoas com doenças oculares infecciosas em atividade como conjuntivite, blefarite, ceratite, úlcera de córnea e ceratocone não podem se submeter à cirurgia refrativa.

cirurgia de miopia

Urgências ou emergências

Não há casos em que a cirurgia de miopia seja considerada uma técnica de urgência ou emergência. Em geral, todos os pacientes têm tempo de se prepararem para a cirurgia e para os cuidados pós-operatórios. Desconfie se seu médico tentar apressar a data de sua cirurgia de miopia. Além de todos os cuidados que ele deve tomar com a parte clínica de sua habilitação para o procedimento, é preciso saber também sobre sua vontade em realizar a cirurgia de miopia.

Muitos pacientes, apesar de conhecerem os benefícios e quererem se livrar das lentes corretivas, preferem esperar mais tempo para a realização. As questões pessoais nessa hora contam mais.

Perdendo o medo

A anestesia é tópica, ou seja, feita com colírios anestésicos. Logo após isso, um dispositivo oftalmológico é colocado entre suas pálpebras para impedir que o paciente pisque. Nessa hora, o paciente já está deitado e relaxado e as máquinas responsáveis pela incisão e pelo laser já estão calibradas de acordo com o mapeamento da córnea do paciente traçado nos primeiros exames. De acordo com as necessidades do paciente, essa máquina começa a trabalhar sob o comando do oftalmologista e, em menos de dez minutos, o paciente pode sair da sala com os dois olhos operados.

A cirurgia de miopia tem pós-operatório simples e de poucos dias.

Quer saber mais sobre cirurgia de miopia? Acesse nosso blog e tire suas dúvidas!

 

Hospital de Olhos
MENU