Quais os procedimentos para uma cirurgia de miopia?

Muitas pessoas têm dificuldade em enxergar letras e objetos que estão a uma certa distância e sonham em deixar de usar óculos ou lentes de contato. Nesses casos, a cirurgia de miopia é o procedimento cirúrgico mais indicado. A correção refrativa é feita por meio de um procedimento à laser e é indicada para pacientes que já têm o grau de miopia estabilizado.

O primeiro passo é consultar um oftalmologista, para que os primeiros exames sejam feitos e o diagnóstico realizado. O especialista analisará os exames e assim poderá indicar o tipo de cirurgia e tratamento mais indicado para cada caso. Para saber quais os procedimentos, riscos e preparatórios para uma cirurgia de miopia confira abaixo.

Cirurgia refrativa: exames essenciais 

A cirurgia de miopia não pode e não deve ser realizada em hipótese alguma sem a realização dos exames solicitados pelo oftalmologista. O conjunto de exames oftalmológicos tem o objetivo de verificar as características da córnea, pois cada pessoa recebe um diagnóstico e necessita de um cuidado diferente. 

A tomografia da córnea, é um dos exames mais importantes justamente por revelar se a espessura da córnea do paciente é adequada para fazer a cirurgia. Além disso, a avaliação do fundo do olho e o mapeamento da retina fazem parte do procedimento que antecedem a cirurgia. Tudo isso para que o procedimento seja um sucesso por completo!

 

Como se preparar para a cirurgia de miopia

Para cada paciente existe um preparatório especial, orientações importantes a serem seguidas para realização de uma cirurgia bem sucedida.

No geral, pessoas que usam lentes de contato há muito tempo precisam interromper o uso para realizar o procedimento. Isso porque o uso prolongado das lentes corretivas pode interferir na curvatura da córnea que será corrigida. 

Na maioria dos casos o descontinuamento no uso das lentes antecede os exames, que desta forma podem ser realizados de maneira precisa. Depois da realização de todos os exames pré-operatórios, o oftalmologista marca a cirurgia de refrativa. 

Com tudo pronto, no dia da cirurgia um colírio anestésico é pingado no olho que passará pelo procedimento e a pálpebra do paciente é imobilizada, minutos antes da cirurgia, para que tudo ocorra de maneira segura e indolor.

Cirurgia de miopia: como é feita

A cirurgia de miopia demanda pouquíssimo tempo, todo o processo não dura mais que 15 minutos. 

O primeiro passo para a correção da miopia é fazer uma pequena incisão no o epitélio, membrana que envolve a córnea. Isso é necessário para que o laser faça a correção de maneira apropriada. Em seguida, é feito o nivelamento da córnea por meio do Excimer Laser, os tecidos são separados em uma determinada profundidade da córnea, sem a necessidade que seja feito um corte. 

A correção dos graus é feita por meio da retirada do tecido da córnea de acordo com as necessidades de cada paciente.

Uma alternativa que pode oferecer diversas vantagens, é a cirurgia auxiliada pelo laser Femtosegundo. Mais seguro, indolor e com resultados mais rápidos, o laser Femto opera com uma frequência de pulsos muito rápidos, pode ser indicado inclusive para pacientes que têm miopia elevada ou possuem córneas muito finas, não apresentando inflamação e produzindo menos efeitos colaterais.

Em uma cirurgia refrativa, o Femto substitui os cortes iniciais do método anterior e cria um flap ultra fino separando os tecidos em uma determinada profundidade da córnea. Em seguida, o Excimer Laser corrige os graus, tirando o tecido da córnea que foi previamente definido pelo oftalmologista. Por fim, o flap é devolvido para seu lugar original e o resultado é que não há vestígios visíveis após a cirurgia no olho.

Riscos da Cirurgia

Como em qualquer outra cirurgia simples, na cirurgia refrativa também existem alguns riscos que devem ser considerados, cabendo ao oftalmologista responsável avaliá-los e direcionar o paciente para o melhor tratamento possível. 

Os riscos relacionados à cirurgia de miopia são os mesmos relacionados a qualquer outra cirurgia oftalmológica, que quando não realizada de maneira adequada pode resultar em perdas significativas na qualidade da visão.

Entre os principais riscos da cirurgia de miopia estão:

O pós-operatório

Pessoas que são submetidas a uma cirurgia de miopia têm um pós-operatório relativamente tranquilo, sem necessidade de internação, apenas tomando os cuidados prescritos pelo especialista responsável. 

Após o procedimento, o paciente enxerga bem sem a necessidade de óculos ou lentes de contato. Entretanto, é recomendável evitar a prática de esportes em que haja risco de machucar os olhos e esfregar os olhos deve ser totalmente evitado.

Restou alguma dúvida sobre os riscos ou procedimentos de uma cirurgia refrativa? Entre em contato conosco!

Hospital de Olhos
MENU