Vermelhidão ocular | Hiperemia

A vermelhidão ocorre pela dilatação dos vasos sanguíneos da superfície ocular e geralmente é causada por reações inflamatórias diversas que podem variar desde uma leve abrasão conjuntival até mesmo um caso de emergência oftalmológica.

Neste post que preparamos, você vai entender quais são as cinco principais causas:

  1. Conjuntivites

É a inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a maior parte do globo ocular (branco dos olhos), além do interior das pálpebras.

Trata-se de uma estrutura bastante sensível e que pode ser irritada com facilidade. Neste caso, as principais causas são as conjuntivites bacterianas, virais e alérgicas causadas por poeira, ácaro, pólen ou substâncias químicas como maquiagem e xampu.

A vermelhidão geralmente pode vir acompanhada de prurido (coceira), lacrimejamento e pálpebras inchadas.

  1. Hemorragia subconjuntival | Mancha Vermelha

Também conhecida como “derrame no olho”, a hemorragia subconjuntival é o rompimento de vasos sanguíneos localizados na conjuntiva. Ocasionando assim, uma aglomeração de sangue na membrana.

Normalmente são resultados de processos traumáticos, alta pressão arterial, esforço físico, tosses, espirros e vômitos.

Vale ressaltar que esse problema pode desaparecer geralmente em 2 semanas e, em geral não está relacionado a um problema ocular grave.

  1. Episclerite

Trata-se da inflamação do tecido que se encontra entre a esclera (camada resistente que cobre o olho) e a conjuntiva.

Geralmente não existem causas determinadas para o surgimento da inflamação, mas em alguns casos ela está ligada a doenças autoimunes como a artrite, doença de Crohn e Lúpus.

  1. Pterígio

Popularmente conhecido como “carne crescida nos olhos”. Se deve ao desenvolvimento de um tecido conjuntival que cobre a córnea — camada fibrosa e transparente que fica na parte da frente do olho.

Esse tecido pode crescer lentamente durante a vida, e em determinado momento se estabilizar ou continuar até cobrir completamente a visão.

As principais causas são de origem genética e exposição excessiva ao raio ultravioleta

  1. Uveíte

Consiste na inflamação de uma das camadas ou do trato uveal por completo. Esse segmento do olho é composto pela íris (camada responsável por dar cor aos olhos), corpo ciliar (camada responsável pelo foco da visão) e coroide (vasos sanguíneos presentes na estrutura dos olhos).

Dentre suas principais causas estão as doenças autoimunes e as infecciosas como a toxoplasmose. Neste quadro clínico, além dos olhos vermelhos, outros sintomas comuns são as dores acompanhadas de fotofobia e embaçamento visual.

Estas são apenas algumas das principais causas para os olhos vermelhos, não se esqueça de que para diagnosticar e tratar da forma correta, é importante consultar seu oftalmologista e não fazer a automedicação. Você pode agendar sua consulta conosco, clicando aqui.

Diretor Clínico

Dr. Lucas Passarella Matsuhashi
Diretor Clínico

Hospital de Olhos
MENU