mulher de óculos na frente do computador

Ardência nos olhos após usar o computador: saiba como evitar

ardência nos olhos

Em tempos tão digitais como os que estamos vivendo, o computador se tornou um item quase essencial na vida de todos nós. Além das inúmeras facilidades que ele proporciona, principalmente graças a conexão com a internet, ele é ainda um instrumento de entretenimento e diversão, seja ela compartilhada ou individual. A possibilidade de se assistir a filmes, brincar com jogos cada vez mais modernos e “reais”, ver vídeos sobre todo e qualquer assunto, estudar, ler e trabalhar com muito mais facilidade fizerem do computador um eletrônico presente na casa da maioria dos brasileiros. No entanto, o aumento do uso desse aparelho trouxe também algumas consequências desagradáveis, principalmente para a visão. Por isso, no post de hoje, vamos falar sobre a ardência nos olhos, tão comum após se usar o computador, e como evitá-la.

Ardência nos olhos: por que ela acontece?

A ardência nos olhos é um sintoma que pode estar ligado a diferentes causas, como alergias, rinite, infecções etc., no entanto, nesse post, vamos falar especificamente sobre quem sente esse ardor sempre após passar algum período de tempo no computador. Alguns estudos sugerem que se você passa mais de duas horas por dia em frente ao computador, é possível que você sofra da Síndrome da Visão de Computador, em inglês conhecida como CVS. Essa síndrome afeta muitas pessoas, principalmente no ambiente de trabalho, e seus sintomas incluem, além da ardência nos olhos, vermelhidão, secura e irritação. A seguir, você verá dicas do que fazer para evitar esses desconfortos e melhorar seu bem-estar durante o dia a dia.

Pausas frequentes

Uma das causas da ardência nos olhos é, justamente, o tempo que se fica encarando a tela do computador, sem olhar para nenhum outro cenário por muito tempo. A solução é fácil: basta seguir a regra do 20, que consiste em, a cada 20 minutos, você desviar o olhar por 20 segundos para algo que esteja a 20 passos de distância. Assim, você muda o foco do olhar para algo mais distante e faz uma pausa para que os olhos descansem da luz emitida pelo computador.

Piscar sempre

Quando estamos concentrados na tela, é comum “esquecermos” de piscar por algum tempo, aumentando o espaço de tempo entre as piscadas, o que reduz a lubrificação dos olhos. Lembre-se de piscar com frequência para evitar a ardência nos olhos.

ardência nos olhos

Atentar-se ao brilho do monitor

Se você costuma deixar o monitor mais “escuro”, é hora de mudar. Com a tela mais brilhante, você reduz a cintilância e o esforço que o olho faz para poder enxergar. Além disso, o brilho faz com que a sua pupila se contraia, aumentando a faixa de foco e reduzindo a necessidade do olho de se adaptar.

Ajustar a posição do monitor

Um monitor que está muito próximo ao rosto pode contribuir para a ardência nos olhos. Por isso, é importante verificar as medidas corretas de altura e distância que ele deve manter com base na sua altura.

Consultar-se com um oftalmologista

O Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos Estados Unidos recomenda que todo usuário de computador se consulte com um oftalmologista pelo menos uma vez por ano. Por isso, você deve agendar com frequência uma consulta em um centro oftalmológico de referência, com excelentes profissionais que possam avaliar a saúde da sua visão, compreender as suas condições de trabalho, verificar se essa ardência nos olhos não é causada por outros fatores além do uso do computador, receitar o uso de óculos ou, se você já usa, certificar que seus graus estão adequados a sua necessidade.

Se você gostou dessas dicas, curta nossa página no Facebook e leia mais sobre a saúde da visão.

Hospital de Olhos
MENU