olho castanho

Enxergar mal de perto é sinal de hipermetropia?

enxergar mal

Tem reparado que as crianças estão ficando perto demais da televisão para assistir o desenho favorito? Ou então seus filhos adolescentes tem chegado em casa todo dia reclamando bastante de dor de cabeça? Até mesmo você está tendo a sensação de enxergar mal para ver as coisas de perto? Todos esses sinais de enxergar mal de perto podem ser indícios de hipermetropia.

A seguir, você vai conferir como enxergar mal de perto merece sua atenção para verificar se é o início de uma hipermetropia.

O que é hipermetropia?

A hipermetropia é um erro na formação das imagens que acontecem de forma equivocada na parte de trás da retina. Quando você começa a enxergar mal de perto, pode ser um sinal de que as imagens não estão sendo formadas como deveriam em uma vista normal, ou seja, na retina.

Nesses casos, os sintomas de dor de cabeça também são comuns para as pessoas que têm hipermetropia, uma vez que fazem um esforço maior para focar a imagem, mas ainda assim enxergam de forma embaçada.

Nesses casos, a consulta ao seu oftalmologista é fundamental para analisar as causas por enxergar mal de perto e indicar o melhor tratamento através dos usos de lentes corretivas.

enxergar mal

Como enxergar mal de perto pode indicar hipermetropia?

Ao enxergar mal de perto, a pessoa faz um esforço muito grande para conseguir enxergar os elementos próximos, principalmente em atividades corriqueiras como fazer leituras, trabalhar no computador ou assistir à televisão. Essa é a característica mais comum da hipermetropia.

Além de enxergar mal de perto, é comum também que a pessoa que tem hipermetropia sinta uma fadiga ocular (a famosa vista cansada) e sinta dores de cabeça constantes ao final do dia, uma vez que fez um esforço grande durante todo o dia no trabalho, ou na escola, por exemplo.

É comum que as pessoas depois dos 40 anos comecem a enxergar mal, mas não se sintam tão incomodados, deixando a saúde dos olhos piorar com o passar do tempo. Outro exemplo de negligência acontece com as crianças, que geralmente possuem certo grau de hipermetropia, que costuma passar à medida que vão se desenvolvendo.

Entretanto, muitas vezes por essa negligência de não tratar no estágio inicial quando começa a enxergar mal de perto, as crianças tendem a desenvolver o estrabismo. Daí a importância de consultar com o oftalmologista tão logo que apresentar os sintomas acima.

Atenção com as crianças

É bastante comum a incidência de hipermetropia entre os pequenos. Isso acontece por conta da anatomia do olho. É bastante comum ver crianças com hipermetropia por conta da curvatura dos olhos, córnea e retina. À medida que vão se desenvolvendo, é normal que o olho se alongue, ajustando os tamanhos e desaparecendo o grau de hipermetropia. Entretanto, aproximadamente 50% das pessoas continuam a enxergar mal de perto, ou seja, continuam com o grau de hipermetropia.

Daí a necessidade de acompanhar a saúde dos olhos das crianças desde cedo, para entender essa evolução dos sintomas e iniciar um tratamento tão logo que necessário.

Você viu que enxergar mal de perto pode ser algo além da vista cansada por um esforço contínuo ao longo do dia, podendo ser uma hipermetropia. Se você ficou com alguma dúvida, compartilhe conosco deixando seu comentário neste post.

Hospital de Olhos
MENU