aparelho de analisar olho

Glaucoma ocular tem cura?

glaucoma ocular tem cura

Cuidar da saúde dos olhos é muito importante, pois é o que garante boa acuidade visual, conforto e qualidade de vida em todas as idades. Porém, algumas condições são inevitáveis e podem surgir em qualquer pessoa, como é o caso do glaucoma.

O glaucoma é a maior causa de cegueira irreversível no mundo, por isso exige uma atenção médica adequada para garantir a saúde do paciente.

Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas se o glaucoma ocular tem cura e o que deve ser feito no caso de um diagnóstico. Para responder a essas questões, continue lendo e saiba mais.

O que é o glaucoma ocular e como ele é causado?

O glaucoma ocular é uma alteração do processo de visão causada por um aumento da pressão intraocular. Isso acontece devido à dificuldade de escoamento do humor aquoso, um líquido que faz parte da constituição do globo ocular.

Em condições normais, o humor escoa por um canal especialmente designado para essa função. Já no glaucoma, esse canal de drenagem fica entupido, o que aumenta a pressão na parte interna.

Como resultado, o globo ocular pressiona continuamente o nervo óptico, o que afeta a comunicação dessa estrutura. Em longo prazo, ele impede o funcionamento do nervo, levando à cegueira.

No geral, o glaucoma ocular tem dois tipos principais: de ângulo aberto e de ângulo fechado. O primeiro é um caso crônico, ou seja, desenvolvido ao longo dos anos e com efeitos progressivos e cumulativos.

Enquanto isso, o segundo é um quadro agudo, emergencial e que acontece abruptamente, de modo a exigir atenção médica imediata.

O glaucoma ocular tem cura?

Diante da gravidade desse quadro e do potencial de causar cegueira, uma das maiores preocupações é saber se o glaucoma ocular tem cura.

glaucoma ocular tem cura

Até o momento, não há nenhuma técnica capaz de reverter esse problema ou impedir, de maneira definitiva, que ele continue acontecendo. Da mesma forma, não há meios totalmente eficazes de prevenção, até porque ele pode ser causado, inclusive, por questões hereditárias ou raciais.

Além de tudo, os danos causados ao nervo óptico não podem ser revertidos. Embora seja possível atuar para tentar impedir novos impactos negativos, as alterações que já foram causadas não serão desfeitas.

Portanto, trata-se de uma condição que não tem cura, exigindo cuidados por toda a vida.

O que fazer em caso de diagnóstico?

Se, por um lado, o glaucoma ocular não pode ser curado, por outro é possível dizer que há tratamento. Quanto mais cedo o problema for identificado, menores serão os danos no nervo óptico e mais fácil é a administração do caso.

Portanto, é fundamental fazer exames de rotina no oftalmologista, de modo a identificar os primeiros sinais desse quadro quanto antes. A partir do diagnóstico, deve-se partir para as principais formas de tratá-lo.

Inicialmente, são utilizados colírios especiais que ajudam a controlar a pressão intraocular dentro de níveis adequados. Em muitos casos, esse tratamento de glaucoma é o suficiente para evitar a progressão da doença.

Porém, pode ser necessário realizar uma cirurgia a laser. Nela, o canal é desobstruído, permitindo o escoamento do humor e o alívio da pressão. Em geral, é usado como última alternativa do quadro crônico e como a opção preferencial de casos emergenciais.

É importante salientar que essa cirurgia não é definitiva. Com o processo de cicatrização, esse novo canal se fecha e, com isso, pode haver a necessidade de refazer o procedimento para manter os níveis de pressão.

Como é comum a dúvida se glaucoma ocular tem cura, é importante compreender que esse é um quadro irreversível. Porém, é possível diminuir e controlar seus danos com o tratamento certo. Portanto, é fundamental contar com o acompanhamento médico para garantir o máximo de qualidade de vida.

Caso tenha restado alguma questão com a dúvida se glaucoma ocular tem cura, conte nos comentários e não deixe de participar.

Hospital de Olhos
MENU