Esclarecemos as 5 dúvidas mais comuns sobre iridotomia a laser

A iridotomia a laser, também conhecida como iridotomia periférica, é um procedimento oftalmológico para a regulagem da pressão intraocular. Essa cirurgia simples faz com que o humor aquoso, um líquido produzido para a nutrição da córnea e do cristalino, não acumule e nem cause pressão entre as câmaras anterior e posterior dos olhos.

Pensando em tirar suas dúvidas quanto a iridotomia a laser, selecionamos as questões mais comuns sobre o assunto e esclarecemos cada uma delas a seguir. Confira:

1 Em que casos a iridotomia a laser é indicada?

Quando ocorre o fechamento do ângulo irido corneano, ou seja, o estreitamento da estrutura por onde passa o humor aquoso, é necessário realizar a iridotomia a laser para recuperá-lo.

Portanto, pacientes que apresentam quadros de fechamento angular, como glaucoma, hipermetropia, nanoftalmia, catarata e uveíte, são orientados a realizar o procedimento.

2 Como é feita a cirurgia de iridotomia a laser?

A iridotomia a laser pode ser feita em um ou dois olhos do paciente e consiste em efetuar um pequeno furo na periferia da íris usando laser yag. Para isso, é aplicado colírio anestésico e o médico busca a zona menos espessa da íris para executar a cirurgia.

Toda a operação acontece no ambulatório e o paciente é liberado logo em seguida para retornar às suas atividades.

3 O que esperar da recuperação após a iridotomia?

Nas horas seguintes ao procedimento, o paciente pode sentir desconfortos e embaçamento visual. No entanto, o pós-operatório da iridotomia a laser costuma ser bastante positivo. Isso porque a recuperação leva pouco tempo, geralmente não apresenta complicações e nem requer mais do que um dia de repouso.

4 Quais os cuidados necessários após a cirurgia?

Como explicado no tópico anterior, o pós-operatório da iridotomia a laser é bem simples. Não é necessário tomar cuidados especiais, mas, dependendo das orientações médicas, talvez o paciente precise aplicar colírio para controle de dor e/ou inflamação.

5 Existem riscos ao fazer a iridotomia a laser?

Não existem riscos relacionados ao procedimento, porém, assim como toda cirurgia, é preciso atentar-se a possíveis complicações e preveni-las.

O que pode acontecer, por exemplo, é o ocasionamento de lesões na córnea que costumam aparecer com o tempo sem deixar sequelas. Outro problema comum é o surgimento de pequenos hifemas (sangue na câmara anterior) causado pelo traumatismo do laser na íris. Contudo, essas complicações surgem quando o disparo do laser não é bem calculado.

Por isso, é fundamental executar a iridotomia a laser em ambiente bem preparado e com um profissional qualificado.

No Hospital de Olhos você encontra todo o suporte necessário para realizar procedimentos oftalmológicos com excelência. Agende uma consulta clicando aqui.

Hospital de Olhos
MENU