O que significa pressão intraocular elevada e por que controlá-la

A pressão intraocular (PIO) é uma medida utilizada para analisar a tensão nos olhos. Ela está diretamente relacionada à capacidade de circulação do humor aquoso, um líquido produzido e eliminado nas câmaras anterior (área entre a córnea e a íris) e posterior (área entre a íris e o cristalino).

O humor aquoso, formado por água e sais dissolvidos, é muito importante para manter a temperatura interna do olho, além de nutrir a córnea. Quando esse líquido, por algum motivo, não escoa e fica represado, a pressão intraocular aumenta e pode causar a morte das células sensoriais — esse quadro é conhecido como glaucoma.

Sintomas da pressão intraocular elevada

Nem sempre a elevação da pressão intraocular se manifesta por meio de sintomas, sendo que às vezes é preciso realizar exame oftalmológico para verificá-la. Porém, existem alguns sinais que podem indicar alterações na PIO, tais como:

  • Redução da visão periférica
  • Dor intensa nos olhos
  • Dor de cabeça
  • Vermelhidão nos olhos
  • Dificuldades para enxergar
  • Náusea e vômito
  • Aumento de tamanho das pupilas
  • Visão turva e embaçada

Lembre-se de que é fundamental consultar regularmente o seu oftalmologista para realizar testes de rotina e evitar o desenvolvimento de doenças.

O que costuma elevar a pressão intraocular

Como vimos no início do post, a elevação da pressão intraocular ocorre quando o humor aquoso fica acumulado dentro do olho. Mas, afinal, o que leva a esse desequilíbrio entre a produção e eliminação do líquido? As principais causas estão relacionadas a fatores como:

  • Produção de líquido ocular em excesso
  • Histórico familiar de glaucoma
  • Obstrução do sistema de drenagem do olho
  • Uso prolongado de medicação Prednisona ou Dexametasona
  • Trauma no olho ocasionado por pancadas, sangramento, tumor ocular ou inflamação
  • Realização de cirurgia nos olhos, principalmente o procedimento para o tratamento de catarata

Os riscos da pressão intraocular elevada

A pressão alta nos olhos, uma característica do glaucoma e da esclerite, causa a danificação do nervo óptico e compromete a visão. Essa doença pode acometer adultos, idosos e crianças, mesmo sem manifestar sintomas, e até levar à cegueira. Por isso, é imprescindível consultar o oftalmologista e realizar exames preventivos.

Como manter a pressão intraocular controlada

Embora não exista cura para o glaucoma, é possível controlar a pressão intraocular por meio do uso de colírios e remédios. Dependendo do caso de alteração na PIO, talvez seja necessário o tratamento com laser ou cirurgia. No entanto, alguns hábitos, como seguir uma dieta balanceada, reduzir os níveis de estresse, moderar o consumo de álcool e consultar o oftalmologista periodicamente, ajudam a monitorar a pressão dos olhos.

Agora que você já sabe o que significa pressão intraocular elevada e qual a importância de atentar-se a esse diagnóstico, que tal dividir essas informações com seus amigos? Compartilhe este post em suas redes sociais!

Hospital de Olhos
MENU